Perda Auditiva

Pode ser definida como perda parcial ou total da audição, podendo afetar uma orelha ou as duas podendo apresentar varias causas como genética, drogas tóxicas para orelha (ototóxicos), virais, infecciosas, exposição a ruido intenso, pela idade, meningite, Tumores.
Ocorre surdez grave em 1 a cada 1000 crianças, mostrando que é uma doença relativamente frequente.
A audição é avaliada pelo exame chamado audimetria e medida em decibeis (dB) . A perda é considerada leve quando fica entre 26 e 40 dB, é moderada quando fica entre  41 e 70 dB, Intensa quando fica entre 71 e 90 dB e profunda quando é pior do que 91 dB.
A criança pequena não consegue responder ao teste de audiometria, portanto são realizados outros exames para o diagnóstico precoce como Emissões Otoacústicas (Teste da orelhinha) e o BERA. A pressa no diagnóstico da perda auditiva é muito importante, pois quanto antes for feito o diagnóstico da perda audtiva poderemos intervir o mais rápido possível para que essa criança possa aprender a falar, não ficando muda.
Na criança podemos colocar o aparelho de amplificação sonora individual (AASI), que tem a função de amplificar (aumentar) o som para suprir a perda auditiva, assim com terapia fonoaudiologica a criança aprende a falar.
Em alguns casos onde a perda é intensa ou profunda o AASI não consegue amplificar o som adequadamente, sendo possível nestes casos realizar a cirurgia com Implante coclear ou “Ouvido Biônico”, neste procedimento colocamos um eletrodo na parte interna da orelha, que vai estimular o nervo da audição e a pessoa conseguirá ouvir e com terapia adequada aprenderá a falar.
Existe outra causa bastante frequente de perda auditiva que se chama otosclerose ou otospongiose é de origem hereditária, algumas pessoas da família tabém tem esta doença.
Ela causa perda auditiva por fixar um dos ossinhos da audição (Estribo), quando em estágios mais avançados podemos realizar uma cirurgia que chama estapedotomia, para melhorar a audição, pode ser colocada prótese auditiva (AASI) e pode se realizar um tratamento preventivo com medicações.
As causas de perda auditiva são inúmeras e os pacientes devem procurar o otorrinolaringologista ao perceberem diminuição da audição, tontura, zumbido, dor nas orelhas e sensação de orelhas fechadas.