Laringite por Refluxo – Refluxo Laringo-Faringeo

 

Esta doença ocorre devido a “falha” das válvulas que seguram o conteúdo gástrico dentro do estômago, quando a pessoa tem refluxo laringo-Faringeo existe a volta de ácido do estômago para a laringe e faringe causando os sintomas de:


• Pigarro e necessidade de limpar a garganta
• Bolo faríngeo, sensação de algo preso na garganta
• Tosse crônica
• Voz Rouca
• Dor e dificuldade para engolir
• Boca amarga
• Mal hálito


Alguns sintomas são mais frequentes apos a alimentação, durante o sono ou ao despertar.


O Refluxo esta relacionado, frequentemente, a hábitos alimentares ruim (ingestão de gordura, alimentar-se poucas vezes ao dia, deitar logo após a alimentação), obesidade, sedentarismo, fumo.


Diagnóstico


O paciente apresentando estes sintomas solicitamos o exame da Laringe (laringoscopia ou Nasofibrolaringoscopia) para ver se há sinais de refluxo na laringe, pode ser necessário alguns outros exames também como Endoscopia Digestiva Alta, pHmetria, Manometria esofagiana para confirmar o diagnóstico.

Tratamento
Normalmente inicia-se o tratamento com medição que tem o objetivo de diminuir o ácido produzido no estômago ou diminuir a volta do ácido do estômago para a faringe e Laringe.
Modificações de comportamento são essenciais para o controle da doença:
• Elevação da cabeceira da cama (15cm)
• Dieta (Observar o documento abaixo)
• Cuidados com medicações “de risco”: Antidepressivos tricíclicos, anticolinérgicos, bloqueadores de canais de cálcio, agonista B-Adrenérgico e alendronato.
• Não deitar-se 2 horas após as refeições.
• Parar com o cigarro.
• Redução de peso para quem tem obesidade ou sobrepeso.
Em alguns casos que não se consegue o controle com as medidas acima, podendo ser necessário realizar cirurgia, que tem por objetivo fechar a válvula (esfíncter esofagiano inferior) para impedir a volta em excesso do ácido do estômago.

 

Dieta para Refluxo Gastro esofágico

​PERMITIDO

Alimentos ricos em vitamina A: abóbora,
cenoura, espinafre, tomate, manga
Carnes magras: músculo, patinho, coxão mole,
alcatra, frango sem pele, peixe

Alimentos integrais: arroz integral, aveia,
macarrão integral, pão integral
Frutas: banana, manga, mamão, maçã, figo
Fracionar as refeições em 5 a 6 vezes/dia

em pequenos volumes
Manter o peso adequado
Mastigar bem os alimentos
Fazer as refeições em posição ereta

PROIBIDO

Sucos cítricos: laranja, limão, abacaxi,
tangerina
Carnes gordurosas, mocotó, dobradinha,
feijoada, frituras

Chocolates, bebidas alcoolicas, refrigerantes,
água com gás, guaraná, pimenta, cafeína,
hortelã, chá mate, chá preto, chimarrão, leite
Caldos de carne, galinha, bacon, etc
Alimentos flatulentos: repolho, cebola, feijões,
brócolis, pimentão, abacate, batata-doce,
couve-flor, melão, melancia, milho verde, ovo
Líquidos durante as refeições
Deitar-se logo após as refeições

* Dieta elaborada pela nutricionista Alessandra Gaboardi Bassanesi